Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Slideshow > IAE Inicia Testes com Novo Equipamento SODAR.
Início do conteúdo da página

SODAR Capa 1

Na manhã do dia 17 de julho (sexta-feira) ocorreu no Observatório de Fenômenos Atmosféricos (OFA) da Divisão de Ciências Atmosféricas (ACA), o início do funcionamento do novo equipamento SODAR (SOnic Detection And Ranging) recebido pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) no último mês de maio.

Estiveram presentes no evento o Diretor do IAE Brig Eng César DEMÉTRIO Santos, o Vice-Diretor Cel Av Lincoln, os Chefes das Subdiretorias Técnica, de Projetos e de Engenharia, respectivamente, Tecnologista Garzon, Ten Cel Eng Pedro Ivo e Ten Cel Av Furlani, além do Chefe da ACA, Cel R1 Cleber e outros servidores civis e militares.

SODAR 1 site

As sondagens acústicas feitas com instrumentação SODAR são sistemas que radiam pequenos pulsos acústicos da superfície para a atmosfera que, por sua vez, provocam o espalhamento dessa energia nas inomogeneidades de pressão. Este espalhamento é recebido pelo sistema em forma de ondas sonoras (efeito Doppler) e processado para extrair as informações da estrutura térmica e da velocidade do vento em diferentes níveis verticais da baixa atmosfera. O SODAR adquirido pelo IAE realiza medições entre 10 (dez) a 500 (quinhentos) metros de altura, obtendo médias selecionáveis das medidas entre cerca de 1 minuto e 1 hora, com melhor resolução vertical aproximada de 5 (cinco) metros.

Suas principais vantagens estão no monitoramento contínuo em diversas alturas da atmosfera e com frequência temporal superior as tradicionais estações meteorológicas de altitude, fornecendo parâmetros como: velocidade e direção do vento e seus respectivos desvios padrão, turbulência e cisalhamento do vento. O potencial de medição do SODAR permitirá complementar informações provenientes das torres anemométricas e das sondagens atmosféricas. Por ser pequeno, leve e apresentar baixo consumo de energia, o sistema pode ser facilmente transportado e instalado possibilitando inclusive a operação em áreas remotas.

Estes e outros motivos favorecem o uso do instrumental para diversos fins como pesquisas nas áreas de micrometeorologia, dispersão e turbulência atmosférica, e sistemas atmosféricos de micro e pequena escala como sistemas de brisas. Além disso, complementa informações em missões de lançamento de foguetes, a fim de se obter conhecimento de valores médios de direções e velocidades do vento a que estarão submetidos esses veículos entre os níveis de altitude de abrangência do equipamento.

SODAR graf 11072020 siteSODAR graf 12072020 siteSODAR graf 14072020 site

Fim do conteúdo da página