Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Aeronáutica > Carbono-Carbono
Início do conteúdo da página
 
 

O projeto Compósitos de Carbono Reforçado com Fibras de Carbono (carbono-carbono) teve início no final da década de 1980, na Divisão de Materiais do IAE. O projeto tem por objetivo obter materiais termo-estruturais de maior resistência mecânica (> 60 MPa), massa específica de 1,85 g/cm3 e maior resistência à abrasão, necessários à motores foguete de grande porte. O desenvolvimento está focado na otimização de processos de fabricação, notadamente via impregnação em fase líquida (piches e resinas) de preformas de fibras de carbono.


O projeto teve início com verba orçamentária do Comando da Aeronáutica. Atualmente devido à complexidade da tecnologia conta com financiamento da FINEP em diversos desmembramentos, como infraestrutura civil, laboratório de processamento de compósitos e laboratórios de caracterização mecânica e térmica, com metodologia e infraestrutura física específicas para avaliação de materiais para altíssimas temperaturas.


Os usos correntes desses materiais são em gargantas de tubeira de foguete a propelente sólido, câmaras de combustão a propelente líquido, proteção térmica de veículos de reentrada, elementos de fricção e aletas de empuxo vetorado, que abrangem interfaces com todos os demais projetos do IAE relacionados à aeronáutica, espaço e defesa, como os veículos lançadores VLS, VLM, veículos de microgravidade como SARA e SHEEFEX e componentes de mísseis.


  
 
Fim do conteúdo da página